Usuarios en línea:

  Foro Ganadería
  «Pasturas - Forrajes»
  PASTO MARALFALFA

Enviar mensaje nuevo  Contestar
perfil | registro | preferencias | preguntas | buscar

siguiente tema nuevo | tema anterior
Autor Tema:   PASTO MARALFALFA
Javier Naranjo Mejía
Miembro

Mensajes: 1
De:Manizales, Caldas, Colombia
Registrado: Ago 2004

enviado 28-08-2004 19:48     Presione aquí para ver el perfil de Javier Naranjo Mejía     Editar/Eliminar Mensaje
Deseo conocer a 1600 mts de altura que tan productivo puede resutar el pasto Maralfalfa y como debo sembrarlo, donde puedo investigar sobre él.

IP: Archivada

Elkin Montoya
Miembro

Mensajes: 9
De:Medellín, Antioquia, Colombia
Registrado: Ene 2003

enviado 30-08-2004 08:14     Presione aquí para ver el perfil de Elkin Montoya     Editar/Eliminar Mensaje
Saludos Javier.
En general, las recomendaciones de establecimiento para el cultivo de este pasto, son las mismas del elefante. En cuanto a productividad, los resultados varían, debido a factores como cantidad, tipo y frecuencia de fertilización, tipo de suelo, y el clima; aunque generalmente pueden resultar un poco mayores cuando se comparan con gramíneas de uso más tradicional.
Te invito a que leas en este mismo foro, el tema anterior.
Cordialmente,
Elkin Montoya

IP: Archivada

cabraljr
Moderador

Mensajes: 328
De:Governador Valadares-MG-Brasil
Registrado: May 2004

enviado 01-09-2004 11:11     Presione aquí para ver el perfil de cabraljr     Editar/Eliminar Mensaje
Caro Javier,

Somente complementando o que o Dr. Elkin muito bem lhe orientou: a altitude não é problema para este pasto, porém, a temperatura sim!
Em temperaturas MEDIAS diarias na ordem de 18 graus centigrados, o potencial produtivo cai muito ( crescimento ). Em temperaturas menores que 15 graus centigrados, literalmente há uma paralisação do crescimento!
O pasto maralfalfa como os demais pastos elefantes, é um pasto de primavera/verão e início do outono, quando as temperaturas ainda estão relativamente altas. Isto não significa que não haja produção no inverno, pois há; só que é muito menor. Se por exemplo no período quente este pasto dá corte a cada 50/55 dias com 2 metros de altura, no período mais frio, ele levará uns 90 dias para atingir os mesmos 2 metros, porém, com uma produção de matéria seca menor e uma qualidade pior!
Espero ter ajudado.
Cordialmente,
Helio Cabral Jr

IP: Archivada

gerardo moreno
Miembro

Mensajes: 1
De:Bogota DC
Registrado: Sep 2004

enviado 16-09-2004 20:18     Presione aquí para ver el perfil de gerardo moreno     Editar/Eliminar Mensaje
estimados amigos..buscando alguna información de interés me encontré con esta dirección y este foro..deseo continuar con la discusión en vista de que se desconocen algunos hechos bastante importantes...desde 1977 he venido trabajando aca en Colombia con una metodología de mejoramiento de plantas, inventada por JOSE IGNACIO BERNAL RESTREPO, Sacerdote Jesuita, en 1961, quien murió en 1981 dejando más de 200 variedades de plantas mejoradas con su metodología y que en esa época se denominaba SISTEMA QUIMICO BIOLOGICO SQB. Considero que tengo algo de autoridad para entrar por tanto a aclarar los comentarios salidos de tono del Sr BRASILERO el hecho de que no se hayan publicado las investigaciones es un asunto aparte...pero yo no puedo entrar de buenas a primeras a cuestionar la honra bien ganada de nuestro querido investigador colombiano...algunos de sus pastos fueron citados en el libro PASTOS PARA CORTE Y PASTOREO, Editora dosmil, bogotá colombia, 1979., ISBN 84-8275-065-8. En segundo lugar, no veo porque se escandalizan algunos sabios de poder obtener plantas entre una leguminosa y una gramínea, si es mucho más alejado taxonómicamente un mejoramiento entre un eucaliptus y un cupressus, dando como producto un EUCAPINO mejorado....El quid del asunto radica en entender que este procedimiento no utiliza los organos reproductivos de las plantas como via para el mejoramiento de las plantas... en la Universidad donde trabajo desde 1994 se ha demostrado que cunado se mejora un Phaseolus con un Zea, vemos variaciones a nivel mitocondrial, variaciones en la calidad nutricional de la proteína, variaciones significativas estadísticamente en los valores proximales %N, Fibra, Cenizas, Grasas etc...Lo cierto de esto es que en colombia tenemos la metodología para mejorar la gran mayoría de plantas comestibles y de uso industrial...en este momento se estan estudiando plantas mejoradas de tomate, fríjoles, maíz, papas, soya, pasturas etc con el fin de que la metodología,en proceso de patente y registro de las marcas, sea posteriormente cedida a alguna entidad internacional que la patrocine, adicionandole toda la información técnica y científica que se acumuladfo desde 1961...gracias por su atención, su humilde servidor gerardo moreno

IP: Archivada

cabraljr
Moderador

Mensajes: 328
De:Governador Valadares-MG-Brasil
Registrado: May 2004

enviado 25-09-2004 08:33     Presione aquí para ver el perfil de cabraljr     Editar/Eliminar Mensaje
À todos os participantes deste fórum,
Levei algum tempo para postar uma resposta neste fórum, de vez que me obriguei a fazer pesquisas na WEB acerca das informações dadas pelo pesquisador, sr. Gerardo Moreno, e os resultados que obtive são:
Na questão do cruzamento de eucaliptus sp com cupressus sp, simplesmente não consegui achar uma única página que mencionasse tal cruzamento, a não ser a página deste fórum.
A planta originada deste cruzamento, segundo o sr. Gerardo Moreno, o EUCAPINO, também não me foi possível achar nenhuma referência sobre a mesma. A única referência que se faz a eucapino, é de um perfume, que mistura essências de eucalipto com cipreste manso!
Como o sr. Gerardo Moreno, que é um pesquisador de uma importante universidade colombiana afirma que táis cruzamentos são possíveis, talvez ele pudesse nos detalhar como se dá tal processo de hibridação intergenérica ( já que interespecífica se faz entre espécies mais ou menos próximas, como é o caso de penissetum purpureum com penissetum glaucum - capim elefante com milheto, dando o capim Paraíso - elefante híbrido da Matsuda, que tem grande probabilidade de ser o tão comentado Maralfalfa ). Vejam senhores, que hibridação intergenérica, só é possível com manipulação genética, engenharia genética, e tem um nome que todos os senhores conhecem: TRANSGENIA. Ou seja, em meados de 1960 o "pesquisador" Bernal criou várias plantas TRANSGÊNICAS, e o mundo inteiro não tomou conhecimento disto? Ora sr. Gerardo Moreno, nós podemos ser desinformados, mas não somos burros!
E que tal o sr. nos detalhar como se dá este "processo químico biológico - SQB - ".
Como o processo já é antigo, desde meados de 1960 e ensinado e utilizado em uma universidade colombiana, creio que não haja problemas em se revelar publicamente tal processo; já que vários alunos e profissionáis agrônomos devem conhecê-lo. Aliás, deve mesmo ser usado por toda grande empresa de pesquisa agronômica no mundo inteiro, já que deve ser um processo mais simples e barato do que se usar sequenciadores de DNA, recombinadores enzimáticos de RNA, aparelhos "baratinhos" de eletroforese e os muito fáceis de conseguir marcadores genéticos, e por aí vai. Portanto não deve haver nenhum problema em um pesquisador tão gabaritado como o sr. Gerardo Moreno nos descrever tal sistema SQB!
Além dó que, estaria prestando um serviço público à toda humanidade, já que tal sistema dava resultados milagrosos lá pelos idos de 1960, imagine o que produtores mais inteligentes e com dinheiro poderiam fazer...
E mais, se depois de mais ou menos 35 anos tal processo maravilhoso não foi patenteado, alguém deve estar muito desatento ou descuidado... mas isso não vem ao caso, já que deve ser de domínio público pois é utilizado em uma universidade...
Creio falar em nome de boa parte dos participantes desde fórum quando digo que aguardo ancioso pelos esclarecimentos do sr. Gerardo Moreno, que vai contribuir para diminuir um pouco mais minha ignorância e falta de conhecimento!
Cordialmente,
Helio Cabral Jr

IP: Archivada

Ramon Ardila
Miembro

Mensajes: 6
De:San Cristobal, Táchira, Venezuela
Registrado: Sep 2004

enviado 21-01-2005 19:24     Presione aquí para ver el perfil de Ramon Ardila     Editar/Eliminar Mensaje
A toda Venezuela y Colombia, estamos entregando la semilla de las forrajeras Maralfalfa 17% y Titonia 28%, directamente en sus fincas, les estamos asesorando desde el momento de la siembra. Colombia 3153247243 y Venezuela 4147055871 pastomaralfalfa@hotmail.com

IP: Archivada

admirador
unregistered
enviado 23-01-2005 22:07           Editar/Eliminar Mensaje
Señor Hélio Cabral:
Le presento mis mas sinceros respetos.
Admiro profundamente la paciencia y la constancia con que usted intenta, una y otra vez, desfacer (cual Quijote brasileiro) el entuerto de la Maralfalfa.
Y admiro más aún que no pierda usted en ningún momento la compostura ni la corrección a la hora de tratar con personajillos de la calaña del tal Moreno, que se instituyen a sí mismos en investigadores de pacotilla capaces de cruzar gramíneas con leguminosas, algo tan posible como cruzar un gato con una araña.
Desde luego yo no tengo su paciencia, y hace meses que habría dado por perdida la empresa. Es una pena que sinvergüenzas como estos sigan aprovechándose del deseo de crecer de muchos campesinos latinoamericanos, que por falta de conocimientos son incapaces por sí mismos de advertir el engaño de que son objeto.
Un fuerte abrazo.
Mis mas sinceros respetos.
Mucho ánimo en su empresa, señor Hélio Cabral Junior.

Un admirador secreto.

IP: Archivada

cabraljr
Moderador

Mensajes: 328
De:Governador Valadares-MG-Brasil
Registrado: May 2004

enviado 24-01-2005 07:27     Presione aquí para ver el perfil de cabraljr     Editar/Eliminar Mensaje
Obrigado!

Agradeço as gentís palavras de incentivo do amigo em questão.
Pelas minhas posições neste e em outros fóruns pode até parecer que sou contra o pasto maralfalfa, o que de forma alguma é verdade.
Apenas o que digo aos amigos produtores é que sua origem ( creditada a um senhor Bernal ) é fantasiosa e de uma impossibilidade biológica inquestinável, isso porque mesmo com ferramentas como engenharia genética e processos de transgenia os alegados cruzamentos não seriam possíveis, talvez apenas a alocação de um ou alguns genes de outro(s) gêneros para agregar uma ou outra caracteristica... e assim mesmo à custa de muito trabalho de pesquisa e sem garantia de sucesso!
O maralfalfa pode até ser um bom pasto, mas nem de longe é o pasto milagroso que apregoam os vendedores e comerciantes!
Todos os produtores rurais devem estar atentos, pois não existe pasto milagroso; o que há é o pasto corretamente indicado para uma determinada condição de solo/clima/nível de manejo e tecnologia/finalidade a que se destina!
Isto estando claro, veremos que todos os pastos são bons ( quando bem indicados ) e todos tem deficiências.
Como a única investigação mais séria conduzida sobre o maralfalfa mostra ( http://www.agro.unalmed.edu.co/tmp/memorias/MARALFALFA.pdf ), ele é um pasto na média dos pastos do tipo pennisetum purpureum, mas nem de longe o melhor, e sua origem pode coincidir com o pennisetum hybridum da Matsuda, o Paraíso.
O que é necessário são mais investigações de instituições sérias como a Universidade Nacional da Colombia, CIAT e outras, para se determinar as verdadeiras qualidades deste pasto, seus pontos fracos, seus requerimentos e sua melhor indicação para que com base em dados de pesquisa confiáveis os produtores rurais possam decidir como, quando e onde utilizar tal pasto.
Felizmente aqui no Brasil nós produtores podemos contar com entidades sérias e de grande capacidade técnica que contam com um corpo de profissionáis de altíssimo gabarito para desenvolverem táis pesquisas; EMBRAPA, CATI, IAPAR, etc e instituições de ensino e pesquisa como Universidade Federal de Viçosa, Lavras, Uberaba, USP, ESALQ e tantas outras!
O que o produtor rural deve evitar são os modismos ou pastos da moda, que por vezes se espalham no meio rural sem o devido suporte da pesquisa ou mesmo bons pastos, mas que não são indicados para todas as situações. Isso evitaria muito prejuizo e decepção futuros aos produtores rurais!
Cordialmente,
Helio Cabral Jr

IP: Archivada

cabraljr
Moderador

Mensajes: 328
De:Governador Valadares-MG-Brasil
Registrado: May 2004

enviado 05-02-2005 23:17     Presione aquí para ver el perfil de cabraljr     Editar/Eliminar Mensaje
Senhores foristas,

Há um sério erro de redação no artigo Pasto Maralfalfa: Mitos y Realidades - http://www.agro.unalmed.edu.co/tmp/memorias/MARALFALFA.pdf -
do Dr. Héctor ( o qual já o informei e ele concorda ) que leva a uma interpretação errada sobre o valor nutricional do maralfalfa com o passar do tempo:
"Tanto la MS degradada en el rumen (MSDR) (17.32%) como la PC degradable en rumen (PDR) (48.15%) fueron más bajas que los valores reportados para otras forrajeras. Con el avance en la edad de rebrote, se apreció un incremento en la MSDR con la consecuente reducción en la MSNDR en tanto que la PDR mostró una reducción a los 90 días. "
Como se pode ver, em uma forrageira o que tem valor nutricional está contido na MS ( pois o resto é água ), e o pasto maralfalfa apresenta baixos valores de MS mesmo em idade de 50 dias, quando a qualidade nutricional seria maior... como se pode ver no artigo, sua MSDR ( matéria seca degradável no rúmem ) é mais baixa que em outras forrageiras.
E o erro de redação está quando se coloca que a MSDR aumenta com a idade e que a MSNDR ( matéria seca não degradável no rúmem ) diminui, quando na verdade o que acontece é justamente o contrário! Ou seja, com o aumento da idade a digestibilidade deste pasto cai bastante ( o que é comum a todas gramíneas tropicáis, exceto a cana de açucar, que tem seu valor nutricional aumentado ) caindo também a fração de proteína!
Belo pasto este maralfalfa heim??? Quando a qualidade ( digestibilidade, energia e proteína ) está alta ele apresenta baixa MS, ou seja muita água! A MS do maralfalfa aos 50 dias esta em torno de 11 ou 12 porcento e como uma vaca consegue ingerir cerca de 10 porcento de seu peso vivo em forragem fresca ( verde ), um animal de 450 kg ( 01 UA ) ingeriria 45 kg de maralfalfa fresca; porém também é sabido que este mesmo animal tem a capacidade de ingerir 2,5 porcento de seu peso vivo de MS de uma forragem de boa qualidade, o que daria 9 kg de MS, porém com a ingestão de 45 kg de maralfalfa fresca o animal na verdade só está ingerindo 5,4 kg de MS, pois o resto é água... ou seja, o animal pode até "comer bem e gostar" do maralfalfa, mas mesmo enchendo o rúmem com 45 kg deste pasto, ainda estará com um déficite potencial de ingestão de MS da ordem de 3,6 kg de MS!!! É por este motivo que alguns produtores ruráis relatam baixos desempenhos de seus animais quando alimentados com maralfalfa fresco!
Sejamos sinceros: plantar um pasto de corte para alimentar o gado mas ter que cortar este pasto com 24 ou 48 horas de antecedência ao fornecimento para deixá-lo emurchecer para concentrar os nutrientes ( aumentar a MS ) e não provocar diarréia nos animais? ! Com todo este trabalho é preferível plantar um cynodon ( bermuda ou estrela ) ou alfafa e fenar, pois o valor nutricional será bem maior!!!
Senhores produtores abram os olhos e vejam os fatos e não se deixem enganar pelo " canto de sereia" dos comerciantes, que afirmam mil maravilhas sobre este pasto, mas que não se concretizam na prática do dia a dia das propriedades ruráis!
Cordialmente,
Helio Cabral Jr

IP: Archivada

Beatriz Crismatt
unregistered
enviado 02-03-2005 15:40           Editar/Eliminar Mensaje
Gracias por abrir esta pagina tan interesante y de gran ayuda, y direccionamiento, para los que buscamos implementar nuevas tecnologías, conociendo de ellas.
Mi interes básico es sobre la produccion de MARALFALFA en Brasil, pais origen de ésta tecnología de punta, y conocer toda la literatura posible sobre este tema, que ya es considerado como la "verdadera revolucion verde" para el mejoramiento en la nutricion animal.
Me interesa todo lo que tenga que ver con el manejo en ganado de leche y carne.
Igualmente, quiciera saber como puedo conseguir el material para reproducirlo, ya que sería para realizar una exportacion e Brasil a otros paises.

Agradezco toda la información que puedan suministrarme al respecto.
Muy Cordialmente,
Beatriz Crismatt G.
Medellín, Colombia

IP: Archivada

Tiempo de Buenos Aires - Argentina

siguiente tema nuevo | tema anterior

Opciones Administrativas: Cerrar tema | Archivar/Mover | Eliminar tema
Enviar un nuevo mensaje  Contestar
Ir a:

Contáctenos | ZOE Tecno-Campo

Realizado por www.infopop.com © 2000
Ultimate Bulletin Board 5.45c